Cálculo de sobrecarga

Para o correto cálculo do tamanho e altura da laje, primeiramente, são considerados os valores de carregamento ou sobrecarga, que exercerá influência na pressão sobre ela. O papel do engenheiro estrutural se revela importante na determinação destes cálculos principalmente para as obras de grande porte como prédios acima de quatro andares ou obras horizontais com grande vão ou sobrecargas altas. Inicialmente se separam as cargas atuantes.

As cargas permanentes serão aquelas intrínsecas à laje e outros elementos construtivos fixos como peso, revestimento, cargas de alvenaria, enchimento e outras. Àquelas que são sobrecargas de utilização como peso das pessoas, móveis, veículos,etc. damos o nome de acidentais.

Para todo esse processo acontecer se analisam todas minúcias do projeto arquitetônico como revestimentos de paredes, pisos, forros e elementos de fachada, aos tipos de materiais a serem empregados nas alvenarias e às dimensões desses elementos. Com isso, junta-se os números às referências de sobre carga encontradas na tabela ABNT norma NBR 6120/80 (ver abaixo).

Finalizado os cálculos parte-se para a elaboração do plano estrutural, definindo aí o número e localização dos pilares pra sustentar a laje em sua colocação. Tendo em vista obras pequenas sempre vale também a prática do mestre de obra responsável que também saberá indicar o tamanho ideal da laje, de acordo com os valores de referência da tabela abaixo, desde que usada sempre com muita cautela.

Para pedir seu orçamento ou requisitar uma visita à sua obra sem compromisso mande seu projeto e dados pra nós! 

Tabela de Cargas Acidentais da NBR6120

LOCAL

CARGA KGF/M²

Arquibancadas

400

Balcões

(ver NBR6120)

-

Bancos

Escritórios e banheiros

200

Salas de diretoria e gerência

150

Bibliotecas

Sala de leitura

200

Sala para depósito de livros

400

Sala com estantes de livros a ser determinada

em cada caso ou 250 kgf por metro de altura,

observando, porém, o valor mínimo de

600

Casa de máquinas

(Incluindo o peso das máquinas)

A ser determinada em cada caso,

porém com o valor mínimo de

750

Cinemas

Plateia com assentos fixos

300

Estúdio e plateia com assentos móveis

400

Banheiro

200

Clubes

Sala de refeições e da assembleia com assentos fixos

300

Sala de assembleia com assentos móveis

400

Salão de danças e salão de esportes

500

Salão de bilhar e banheiro

200

Corredores

Com acesso ao público

300

Sem acesso ao público

200

Cozinhas não residenciais

A ser determinada em cada caso, porém com o mínimo de

300

Depósitos

(ver NBR6120)

-

Edifícios

Dormitórios, sala, copa, cozinha e banheiro

150

Despensa, área de serviço e lavanderia

200

Escadas

Com acesso ao público

300

Sem acesso ao público (verNBR6120)

250

Escolas

Anfiteatros com assentos fixos, corredor e sala de aula

300

Outras salas

200

Escritórios

Salas de uso geral e banheiro

200

Forros

Sem acesso às pessoas

50

Galerias de arte

A ser determinada em cada caso, porém com o minimo de

300

Garagens e estacionamentos

Para veículoes leves, acrescentar coeficiente de impacto

300

Hospitais

Dormitórios e salas

200

Corredores

300

Lojas

(atenção aos mezaninos)

400

Restaurantes

Geral

300

Observações

- Os valores apresentados nesta tabela acima são determinados pela norma NBR-6120 (cargas para o cálculo de estruturas de edificações) da ABNT.

- Deve-se ficar bem claro que são valores MÍNIMOS GERAIS, sendo extremamente importante uma avaliação pontual de sua obra para se determinar os valores de sobrecarga a serem considerados.

Visitamos a sua obra para um orçamento sem compromisso ou ligue (11) 4582-0011